sábado, 30 de março de 2013

Silestone ou Stallone?

VOCÊ JÁ OUVIU FALAR DE SILESTONE?

Nas nossas caçadas por novidades, encontramos este material que é uma alternativa, não mais barato,  para o bom e velho granito. O mais interessante é a variedade de cores e a textura do material que pode ser utilizado em bem mais que bancadas. Gostaríamos de ter pelo menos um pedacinho da casa com essa novidade.

O silestone é um composto constituído de 95% de quartzo, com proteção antibacteriana.

Para mais informações visitem o site abaixo, e deliciem-se com as fotos:

http://www.silestone.com/br  





domingo, 24 de março de 2013

MASSA DUNDUN



A "Massa Dundun" é uma massa/cola para assentamento de blocos e tijolos.




Mais um ideia para economizar tempo, dinheiro e produzir menos resíduos com a construção. Estamos considerando a possibilidade.

A massa atende, de acordo com o site da empresa FCC, às norma de mercado estabelecidas pela ABNT.



Para mais informações: http://www.massadundun.com.br/ 
Fomos hoje ao Leroy Merlin, passear e sondar preços.
Conversamos um pouco sobre cores para o exterior da casa. Pesquisando no site da Suvinil (http://www.suvinil.com.br/pt/familias/7/marrons-e-neutros.aspx) encontrei estas cores, exemplos de tons que gosto muito. Provavelmente uma delas cobrirá nosso canto!


sábado, 23 de março de 2013

Dia 21/03/2013, ligamos para a Prefeitura de Vespasiano. Infelizmente o projeto vai precisar de algumas correções. Vamos buscá-lo esta semana para fazermos as alterações e submetê-lo novamente... Mais um tempinho de espera! Mas ontem (22/03) tivemos uma notícia muito boa, que pode realmente se concretizar dentro de duas semanas... vamos esperar and hope for the best!


segunda-feira, 18 de março de 2013

Pensamos em muitas ideias para acabamento em nossa casa, contudo, como ainda nem começamos a construí-la não temos muita coisa decidida. Uma descoberta recente foi o "Acid Stain" (abaixo):

Vamos descobrir um pouco mais sobre ele:


"A Tecnologia Acid Stain,transforma o contrapiso de concreto em "Verdadeiras Obras de Arte", trazendo elegância, sofisticação e valorização de projetos residenciais e comerciais. 

Recomendado por arquitetos e engenheiros norte-americanos e europeus, o produto pode ser utilizado em pisos e paredes internas e externas.

Não é tinta, trata-se de um reagente oxidante a base de água que penetra de 1 a 2 mm em qualquer superfície de concreto ou cimentícia, provocando uma reação química colorindo permanentemente, com efeito translucido e aspecto de pedra natural. Não altera a característica física da superfície.

Cada superfície de concreto é única e reage com o Acid Stain de formas diferentes, com variações de nuances e intensidade de cor. Disponível em oito cores, que se aplicadas sobrepostas em etapas, podem resultar em efeitos diversos. Não há limites para misturas de cores e criação de efeitos. Pode ser aplicado em pisos, paredes, fachadas, muros, bancadas, artefatos, esculturas, desde que a superfície seja de concreto ou cimentícia.

Outro benefício é que não há limite para criação de paginações, desenhos e logotipos. Para acabamento e proteção, disponibilizamos uma linha de ceras, seladores e resinas de alta performance nas opções fosco, acetinado e brilhante. Produto sustentável certificado pelo Leed Guidelines e 100% resistente a raios UV. Excelente custo-benefício se comparado ao preço de pedras naturais e outros revestimentos."


Fonte: http://pisofortebrasil.com/Pisos-Acid-Stain.php 


ACID STAIN em Belo Horizonte:

Concrethum - Tecnologia em Concreto Estampado
Rua Rio Pomba, 1357 - cj. 201 - Belo Horizonte
(31) 3023-1222 / (31)8881-1372
contato@concrethum.com.br

domingo, 17 de março de 2013

Fachada.

Primeiro e Segundo andares.
Ainda estamos aguardando a aprovação da Prefeitura de Vespasiano e a conclusão do projeto estrutural do Engenheiro Civil (Guilherme), para podermos contratar a mão-de-obra e iniciar nossa obra. Enquanto isso, eu e Felipe continuamos namorando nosso projeto!

terça-feira, 12 de março de 2013





Resumindo um pouquinho: assinamos o contrato na CAIXA, com todas as vendas casadas possíveis, os juros absurdos cobrados pela incorporadora, e apesar da entrada que demos financiamos um valor ainda mais alto do que o valor inicial do terreno - iniciamos inclusive uma ação na justiça por isso - se ganharmos o $$$ será utilizado para a primeira reforma de nosso cantinho...hehehe.

Enfim, com o registro do terreno na prefeitura de Vespasiano - feita pela empresa Repasse - engavetamos o sonho da casa por um tempo bem curto e o retomamos em  22/03/2012 - quando tivemos nossa primeira reunião com a arquiteta responsável por nosso projeto: Gláucia Mathias.

Essa parte foi beeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeem demorada. Prefiro nem comentar. Após quase um ano, em 18/01/2012 conseguimos aprovar o projeto no condomínio e em 28/02/ 2013 protocolamos o projeto na prefeitura de Vespasiano para aprovação.

Essa foi a fase inicial de papelada, que ainda nem acabou!!! Só saberemos sobre a decisão da prefeitura após 30 ou 45 dias da data de protocolo.

Agora estamos aguardando o engenheiro nos entregar o projeto estrutural, mas já iniciamos a fase de busca de mão-de-obra! Ai ai ai... isso também é bem difícil!

Já conversamos com três pedreiros - mas ainda não temos o orçamento, estamos aguardando a entrega do estrutural, para maiores detalhes.

O frio na barriga começa a aumentar, bem como a vontade de ver a casa começar a acontecer!

(As fotos acima são do condomínio, na época as obras ainda não estavam 100% concluídas)

domingo, 10 de março de 2013

Após uma breve visita no primeiro fim de semana de abril de 2010, e um impulso descontrolado, Felipe e eu decidimo comprar o terreno 22 na quadra 14 no Residencial Gran Park, na cidade de "Vespavoando". Decidimos e ainda estamos comprando: em não tão suaves prestações... que se estenderão por quantos anos forem necessários. Enfim... assim começa nossa jornada. (Não sei nada sobre este consultor, compramos o terreno diretamente com a Gran Viver)
Bem, para tudo há um início, e nosso aconteceu em 08/10/2006 - o dia que tivemos a imensa sorte de nos encontrarmos. Mas essa não é a história de como nos encontramos, nos apaixonamos e nos reapaixonamos todos os dias: aqui contaremos a história da materialização deste amor, de como ampliamos o lar que já existe em nós, que é o lugar comum onde colocamos nossos melhores sentimentos, aspirações, esta é a história de loucura, impulso, muito trabalho - que ainda está por vir, de como construímos (construiremos) nossa casa.